Neste blog, mais imagens do que palavras...
A fotografia é uma paixão que não requer ser cultivada, tão somente alimentada, pelo que uma imagem vale mais do que mil palavras!

In this blog, more pictures than words ...
The photography is a passion that does not require to be cultivated, nourished solely by that one picture is worth a thousand words!

Seguir este blog

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Um ANO novo, que seja de PAZ, com muita SAÚDE, pleno de FELICIDADE e realização de DESEJOS!!!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Claustros do Mosteiro de Santa Clara-a-Nova em Coimbra


segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

A cidade de Viseu ainda com mais encanto no Natal transmitindo um intenso espírito natalício...







Boas Festas - Felices Fiestas - Bones Festes - Joyeuses Fêtes- Happy Holidays - Glade feriedage - Buone Feste - Sarbatori fericite - วันหยุดมีความสุข - 节日快乐 - 幸せな休日- С праздником - Καλές διακοπές.

sábado, 19 de dezembro de 2015

Caminhamos para o Natal, preparem as visitas... Este é o presépio do sr. Agostinho...

"Existe um presépio na cidade de Lamego, que poucas pessoas têm conhecimento. O seu proprietário e criador é o sr. Agostinho Amorim. A sua emblemática construção já se encontra disponível para visitas e é fruto de muitas horas de dedicação, tendo como resultado final, um presépio minuciosamente elaborado que, com todo o gosto e orgulho o mostra a todos que o pretendam visitar.
No ano passado, como refere, teve "muitos visitantes espanhóis" os quais aproveitando a visita à Cisterna do Castelo e a proximidade da sua casa que se situa precisamente em frente a esta, encontravam nesse seu recanto um local que os deixava maravilhados.
Este ex-cantoneiro de limpeza do Município de Lamego, com 67 anos de idade, é também colaborador no presépio da Igreja de São Francisco e desse modo foi ganhando o gosto, para que à 10 anos a esta parte, fosse fazendo crescer, de ano para ano, este presépio que conta com mais de 200 peças, algumas com animação, luz e música. "Não fica feito de um ano para o outro, todos os anos construo um novo", refere, acrescentando que demora cerca de 15 dias para o ter pronto mas desde agosto que começa e ser pensado. 
Questionado sobre qual o motivo porque o faz, diz que é apenas por gosto e pelo prazer que lhe dá em o mostrar a cada vez mais gente.
O presépio do sr. Agostinho, está situado no rés do chão da sua residência em pleno bairro do Castelo de Lamego, mais em concreto, em frente à Cisterna na rua de mesmo nome.
Quando questionado sobre se gostaria de construir este seu presépio num local público, hesita, dizendo que neste seu recanto o constrói sozinho e com a calma que necessita, mas não exclui um dia poder construir noutro local, sendo que para tal seria necessária ajuda de diversa ordem."
Porque devemos valorizar o que é "nosso" e genuinamente idealizado, fica a referência, com a merecida foto do autor a este presépio particular mas aberto a todos tal como o sr. Agostinho faz questão de realçar e é com orgulho e prazer que o mostra. Para saberem a localização exata, basta abaixo clicar no link de "local" e estão lá.
A notícia acima, foi publicada no número de dezembro do Jornal "Notícias da Beira-Douro" do qual sou coordenador da página de Lamego.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Cisterna de Lamego - Através do presente, um mergulho no passado...

A Cisterna de Lamego, fica situada dentro da área muralhada do Castelo, é de silharia retangular e abobadada, com ogiva nervada sustentada por largas cintas apoiadas em pilares. Com cerca de vinte metros de comprimento e dez de largura, é considerada “um dos melhores exemplares das cisternas dos castelos portugueses”.
Em novembro de 2013, a Cisterna de Lamego reabriu e voltou a conhecer a luz do dia, após ter sofrido importantes obras de requalificação. Imagens, sons, letras, vivências, tradições, passaram a estar disponíveis ao público, num espaço que se assume agora como um Centro de Memória.
Ao entrar na Cisterna, o visitante mergulha no passado, onde múltiplas memórias são projetadas ininterruptamente nas pedras que, outrora, foram apenas espetadoras. Uma sonoplastia associa-se ao espaço, recordando 800 anos de sons quotidianos: o sino, o galo, o pedreiro, o pregão, a procissão, o choro e o riso.


Info. cm-lamego

sábado, 5 de dezembro de 2015

"Coimbra, terra de encanto, fundo mistério é o seu, chega a ter saudade dela, quem nunca nela viveu"

Em várias idas a Coimbra, ao longo dos anos, nunca tinha visitado a Quinta das Lágrimas.
Recentemente realizei esta visita, calhou a ser no fim de uma manhã com uma acalmia relativa, após um diluvio que se abateu horas antes, sobre a cidade dos estudantes.
A luminosidade não era a melhor para fotografar, mas gostei de calcorrear os recantos misteriosos desta Quinta onde se acumulam memórias, de histórias, de lendas, nomeadamente na "Fonte dos Amores" (foto acima) por ter presenciado a paixão de D. Pedro, neto da Rainha Santa Isabel, por Inês de Castro...
Outra fonte da Quinta foi batizada por Luís de Camões de "Fonte das Lágrimas", por ter nascido das lágrimas que Inês chorou ao ser assassinada. O sangue de Inês terá ficado preso às rochas do leito, ainda vermelhas depois de 650 anos... "Lágrimas são a água e o nome amores", escreveu Camões nos "Lusíadas". E quantas lágrimas, neste dia da minha visita, esta fonte fazia brotar... Transbordava, tal como o amor entre Inês e Pedro!
Muito fica por dizer... sobre este local, mas "Roma e Pavia, também não se fizeram num dia"...

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Capela de Nossa Senhora da Serra | Lamego | Portugal



Esta Capela foi doada pelo Dr. João de Almeida - notável cirurgião, fundador e mestre dos serviços de cirurgia do hospital de Lamego - e transferida pelo Rotary Clube de Lamego, em 1973, para este local onde se encontra, sito na serra das Meadas.

domingo, 22 de novembro de 2015

Há uma mulher nua nesta imagem: Alguém a consegue encontrar?

Jörg Dusterwald, artista que há mais de 20 anos se dedica à pintura corporal criou um novo desafio ao olhar humano.
A fotografia é resultado de muitas horas de maquilhagem da manequim Nadine Tschiponnique e muitos anos de experiência do artista alemão na arte de fotografar pessoas nuas e fundi-las numa paisagem.
A fotografia, captada na Baixa Saxónia, Alemanha, aparenta ser uma simples imagem de outono, com todas as suas cores, mas, na verdade, tem uma mulher nua e camuflada com a pintura corporal. 
Dusterwald, de 49 anos, vencedor de vários prémios de pintura, consagrou-se na arte de camuflar pessoas em paisagens. O seu desafio é "enganar o olho humano".

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

O Douro tem (ainda) mais encanto no outono...










"Protegido dos ventos fortes do Atlântico pelas serras do Marão e de Montemuro, o Vale do Douro é uma das principais regiões vinícolas de Portugal e um lugar único para apreciar a queda das folhas. Em vez de grandes árvores, as colinas aqui estão cobertas por filas cuidadas de vinhas em socalcos. No outono, as vinhas surgem como escadas coloridas a partir do rio. Passeie ao longo das colinas onduladas no ar ameno de outono e complete o dia com uma garrafa do melhor vinho da região.”

In revista de viagens Traveler, que elegeu a região como uma das oito mais bonitas do mundo para apreciar a estação.